Tecnologia: amiga ou vilã? | Nosso Amiguinho

Tecnologia: amiga ou vilã?

As crianças de hoje nascem na era digital. Em meio a tanta tecnologia, é praticamente inevitável que elas entrem em contato com algum tipo de aparelho eletrônico ou digital. Muitas delas têm acesso a computadores, tablets e têm, inclusive, seu próprio celular.

Diante disso, pais e educadores questionam se esse cenário é vantajoso ou prejudicial. A resposta para essa pergunta inclui o equilíbrio e os objetivos de uso. 

O uso em excesso, por exemplo, pode acarretar problemas cognitivos, isolamento social, hiperestimulação e sobrecarga sensorial, etc. Em contrapartida, o uso correto auxilia nos estudos e no aprendizado; estimula a criatividade, memória e cálculo; serve como um bom veículo de comunicação; entre outros benefícios. Além disso, atualmente, muitas salas de aula têm incorporado a tecnologia como ferramenta, por meio do uso de computadores, tablets, projetores e, até mesmo, tecnologia robótica.

Portanto, a chave para amenizar os pontos negativos e fazer um uso de sucesso está no equilíbrio: determine horários fixos para o contato com a tecnologia e não abra mão deles, converse com seu filho sobre o que é adequado e o que não é adequado acessar, envolva seu filho em atividades diferenciadas, como momentos ao ar livre e tarefas domésticas.