Quanta mentira! | Nosso Amiguinho

Quanta mentira!

– Por que chegou tarde, Débora? – perguntou a professora.

Débora ficou vermelha. Não queria contar que estava brincando no pátio.

– É que um carro espirrou um montão de água em mim? – ela mentiu.

– Água? – estranhou a professora.

De repente, Débora se lembrou que fazia muitos dias que não chovia.

– Bem, alguém deve ter deixado uma torneira aberta…

– Mas seu uniforme não está molhado – observou a professora.

– Voltei para casa, para trocar de roupa – mentiu novamente.

– Você mora tão longe. Deve ter andado rápido.

Então, Débora resolveu mentir mais uma vez.

– É que eu fui à casa de uma prima. Como vestimos o mesmo número…

– Entendo. E ela tinha um uniforme da escola para lhe emprestar?

Débora estava muito enrolada com suas mentiras, e começou a chorar.

– É tudo mentira! Por favor, me perdoe. Fiquei brincando, mas estava com vergonha de contar.

A professora abraçou a garota e disse:

– Eu já sabia. Vi você no pátio. Não faça mais isso.

– Nunca mais. Estou arrependida.

Já percebeu que uma mentira leva à outra? Como você acha que pode evitar a primeira mentira?