Paternidade ativa | Nosso Amiguinho

Paternidade ativa

A ideia de uma figura paterna apenas provedora, que trabalha demais e não tem tempo para participar do cotidiano dos filhos, está ficando cada vez mais de lado. A visão sobre paternidade está mudando, e as pessoas vêm percebendo a importância – e vantagens – de pais ativos. Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que o maior envolvimento de um pai na criação dos filhos traz benefícios para a carreira do próprio pai, para as crianças e para a mãe. Em 2017, a psicóloga Cristiane Nogueira liderou a pesquisa quantitativa na Faculdade de Administração (FEA) da USP, que envolveu 113 paises. Entre as conclusões do estudo, está a mudança do papel paterno de um provedor financeiro para alguém envolvido na criação dos filhos, inclusive desde a gestação. Os entrevistados relataram estar mais satisfeitos e realizados em sua profissão, além das vantagens para o relacionamento conjugal, já que, dessa forma, as mulheres se sentem mais apoiadas. Os estudos internacionais que ajudaram na pesquisa também mostraram os benefícios para as crianças, como maior autoestima e melhora no desempenho escolar.

 

Rafaela Vitorino