O melhor presente de aniversário | Nosso Amiguinho
    • Quando foi a última vez que você comprou um livro para o seu filho? Não deixe para depois! Visite nossa seção de l… https://t.co/Jpi7tNDEmW

      Apr 18, 2019

O melhor presente de aniversário

 Lauro estava fazendo compras, com os pais, em uma loja de departamentos.  Naquele momento, admirava uma exposição de jogos para computador. Não tinha muita certeza, mas parecia que alguém falava com ele. Ao levantar o olhar, viu um braço abanando para ele, no fim do corredor. Correu para lá.

Antes mesmo de chegar, viu o papai gesticulando para ele. Por que ele estava se comportando daquela maneira? Lauro não sabia, mas descobriu quando o pai o levou até a seção que vende aspiradores de pó.

Olhando em volta, o Sr. Sales perguntou:

– Sua mãe ainda está escolhendo cestas e flores?

Ao Lauro fazer que sim com a cabeça, continuou:

– Ótimo! O que acha: ela gostaria de ganhar um destes no aniversário? – e apontou para um aspirador.

Logo seria o aniversário da mamãe e o papai estava à procura de um presente. Aquele parecia ser ótimo, e ela andava mesmo se queixando de que o velho aspirador já não funcionava bem. Com certeza, este novo facilitaria o trabalho. No entanto, Lauro teve outro pensamento: fazer limpeza e aspirar poeira não era um trabalho agradável, mesmo com um aspirador novo.

O pai pensou melhor: “Um aspirador seria um presente para a casa; não para ela.” Acho que ela gostaria de algo para si mesma. Resolveram então ir à seção de roupas femininas. O pai achava que não sabia escolher um vestido que a agradasse. Pediu que Lauro a distraísse um pouco e depois viesse ajudá-lo a escolher o vestido. Lauro a encontrou comprando um grande cesto de vime. Quando a mãe o viu, lembrou-o de que precisavam comprar algumas camisas novas para ele, que tinha crescido muito. Combinaram encontrar-se na seção de roupas para garotos.

Lauro correu para onde o pai estava. Mas logo perceberam que a mãe se aproximava. Lauro correu em sua direção, desviando-a para a seção de camisas para meninos, enquanto o pai comprava o presente.

Mais tarde, Lauro ficou preocupado. Queria dar um presente à mãe preparado por ele mesmo; não comprado. Mas o quê? Queria preparar algo sozinho, sem a ajuda do pai. Lembrou-se do aspirador de pó e de como a mãe sempre se cansava para limpar a casa. Teve a ideia de, no dia do aniversário dela, limpar a casa e fazer um bolo com uma pequena ajuda do pai. Mas… o que fazer para que ela saísse de casa, enquanto ele preparava a surpresa?

Na manhã do aniversário, Lauro e o pai fizeram todos os planos para o dia. Enquanto a mamãe estava fora, fazendo compras, Lauro entrou em ação. Primeiro, fez o bolo. Leu e juntou todos os ingredientes. Pediu ao pai para ligar o forno e ajudá-lo a colocar o bolo lá dentro.

Enquanto o bolo assava, Lauro varreu a casa. De repente, sentiu um cheiro. Correu até a cozinha, onde o pai espiava o forno. O bolo logo estaria pronto. Então, ouviram o carro chegando. Era a mãe que voltava das compras.

Correram para recepcioná-la. Cantaram “Parabéns a Você” e a abraçaram. Então, ela sentiu o cheiro.

– Que cheiro é este? – perguntou.

– É seu bolo de aniversário. Eu fiz sozinho – disse o filho feliz. – Mas você tem que ver o outro presente.

Lauro levou a mãe por toda a casa para que ela visse a limpeza que havia feito. Ela agradeceu e o abraçou. Logo, sentiram um outro cheiro. Desta vez, era cheiro de queimado.

– O bolo! – gritaram os três ao mesmo tempo em que corriam para a cozinha. O pai chegou antes dos outros e tirou do forno um bolo queimado.

– Que pena! Meu presente ficou todo arruinado! – disse Lauro desconsolado.

– Não, querido. O presente foi perfeito – garantiu a mãe. – Mostrou quanto você me ama. Foi o melhor presente que você me poderia ter dado.

Enquanto isso, o pai tirou um pote de sorvete da geladeira e todos se deliciaram, festejando o aniversário da mamãe.

Ani Köhler Bravo