Notice: Undefined variable: script_url in /home/master/public_html/nossoamiguinho/wp-content/plugins/flipbook-plugin/flipbook.php on line 70
A doença da filha do rei | Nosso Amiguinho

A doença da filha do rei

Você conhece alguma princesa? Existem muitas no mundo. Já conversou com alguma delas?

Muitas meninas sonham em ser princesas, mas é porque elas não conhecem a princesa desta história que eu ouvi quando era bem pequena.

A princesa era linda e rica. Tinha tantas joias que nem sabia dizer quantas eram. A filha do rei tinha muitos animais: pássaros, cachorros, cavalos, mas ela não tinha permissão para cuidar deles. Os funcionários do castelo faziam isso por ela.

O reino prosperava! O rei era muito bom, mas vivia ocupado, atendendo chefes de estado e outras pessoas importantes. Ele passava o dia autorizando isso e desautorizando aquilo. Não tinha tempo para nada. Já a princesa tinha tempo de sobra.

A filha do rei também tinha castelos; sim, vários castelos. Um para passar o inverno; outro para o verão. E outros que ela podia usar para dar festas e até abrigar todas as pessoas do reino, se ela quisesse.

As roupas da princesa eram as mais lindas. Os estilistas e costureiros mais famosos eram contratados para confeccionar luxuosos vestidos. Todas as manhãs, o cabeleireiro real arrumava os longos cabelos da princesa e lhe ajeitava uma tiara de brilhantes na cabeça. Ela nunca aparecia em público se os cabelos estivessem desgrenhados.

Todo mundo achava que a princesa, além de linda, era feliz, porque tinha todas aquelas mordomias. Mas todo mundo estava enganado; ela não era feliz.

Uma vez, a princesa adoeceu terrivelmente, perdeu o apetite e ficou deitada o tempo inteiro, numa fraqueza imensa de dar dó. Ela era muito linda, mas nesses dias estava abatida, cabisbaixa.

O rei soube e mandou vir médicos de todos os cantos da Terra. Eles chegaram, rodearam a cama da princesa, cochicharam, anotaram algo em seus bloquinhos e voltaram a rodear a cama e cochichar. Eles mediram a pressão da moça, checaram se ela estava com febre, pediram um milhão de exames. O rei ordenou que tudo fosse feito direitinho, seguindo à risca o que os médicos falaram. Mas foi em vão. A princesa parecia ficar cada vez pior.

O rei ficou desolado e começou a se irritar com qualquer coisa, deixando de atender direito as pessoas. Uma catástrofe! O povo achava que aquilo não duraria muito tempo, e aquele reino ruiria.

Uma funcionária do castelo, que trabalhava ali desde que a princesa era um bebê, pediu uma audiência com o rei. Ela ficou conversando por longas horas com o monarca.

Depois, o rei saiu da sala do trono, mandou que pendurassem uma placa informando que ele atenderia as pessoas apenas nos períodos da manhã e, a partir daquele dia, ficaria ausente todas as tardes.

Ele foi direto para o quarto da filha. Do lado de fora, os funcionários não sabiam o que estava acontecendo, mas ouviam conversas e risadas. Depois, o rei saiu e ordenou que fizessem uma boa refeição para ele, a esposa e a filha, e colocassem tudo em uma cesta. Eles fariam um piquenique no jardim do castelo.

A princesa saiu do quarto. Não parecia mais doente nem mesmo triste. Foi uma tarde maravilhosamente diferente! Todas as tardes, o pai, a mãe e a filha passaram a fazer algo juntos: passear, ler livros, brincar ou simplesmente conversar.

Ninguém entendeu como, mas a princesa sarou. Ela ficou com a aparência muito boa. E as pessoas ficaram felizes, porque o rei voltou a cuidar do reino com sabedoria. Quem sabe administrar a própria família sabe administrar qualquer coisa!

Texto: Sueli Ferreira de Oliveira


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /home/master/public_html/nossoamiguinho/wp-includes/functions.php on line 3831